domingo, 28 de dezembro de 2014

TODO VÍCIOS


Ganhei esse livro de presente na noite de Natal e confesso que o li em dois dias tamanha a curiosidade que se apoderou de mim frente às histórias de João e Stella, personagens do novo livro de Maitê Proença (1958). Eu já havia abandonado outro livro dela, Uma Vida Inventada, veja o post publicado em julho de 2012, do qual gostei muito e essa sua faceta de escritora a cada dia me agrada mais.

Neste livro não existe uma trama. Os personagens João, um publicitário que já passou dos cinquenta anos, feioso, viciado em remédios reguladores de humor, e Stella, uma mulher madura, atriz, escultora, muito bonita e viciada em relacionamentos difíceis, são o protótipo dos casais atuais. Eles vivem se falando pelo celular já que o João foge da intimidade do telefone ou de encontros pessoais, o sexo entre eles é meio insosso, e pelo fato de escrever muito bem ele se safa em conversas bem humoradas e inteligentes. Stella por sua vez não consegue deixar de mergulhar nesse relacionamento, ela tem uma personalidade meio doentia ou não cairia nessa armadilha de desamor.

Isso me chamou a atenção, o desamor, os personagens dessa história não são o fator primordial do livro. O que eles fazem profissionalmente, suas famílias, seus bens, nada disso, seus sentimentos é que me interessaram, a forma como cada um se expressa e pensa é o grande trunfo do livro de Maitê. Fica claro logo nos primeiros capítulos que há pinceladas de experiências pessoais nos relatos e essa composição de humanidade tão próxima e tão atual me pegou de jeito. É uma relação improvável e confusa, de pessoas imersas em pensamentos e voltadas para o mundo virtual com uma falsa sensação de vida exuberante e feliz.

Vou abandonar esse livro para compartilhar rapidamente as sensações e tomara que quem o ache consiga trazer para si uma luz no fim desse túnel de relacionamentos. Boa leitura.

Cidade do abandono: Salvador/BA
Local: Praça de Alimentação em frente ao Baby Beef Express
Data: 08/02/2015

2 comentários:

  1. Maria Helena Sarmento29 de março de 2015 18:45

    Maitê tá no Faustão, vão falar no livro e já me interessei; vim procurar e acabei aqui, atraída pelo nome do blog! Gostei muito do que você faz! Muito bacana! Mas confesso que não tenho esse nível de desapego, rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria Helena,
      Obrigado por visitar o blog e deixar aqui seu comentário. Volte sempre que ficarei feliz.
      Odilon

      Excluir