domingo, 17 de abril de 2016

ANO SEIS



Fiquei um bom tempo na frente do computador refletindo sobre o título do post: ANO SEIS. Senti um alívio imenso por ter ultrapassado a barreira dos cinco anos de escrita no blog após uma pequena crise. Depois fui invadido pela sensação de energias renovadas para continuar a escrever toda semana sobre um livro diferente. No post do aniversário de cinco anos comentei sobre a dedicação, perseverança e a dose de abnegação necessária porque, tal qual um casamento, ter um blog e ser fiel aos leitores também é passível de um período em crise, e ela chegou no fim de 2015.

No ano que passou trabalhei muito nas diversas frentes que atuo e quase não deu tempo de me dedicar à leitura. A cada ano tenho que abandonar 51 livros, mas no ano passado só consegui ler 18, então retirei 33 da estante mais antiga de livros que li antes de começar a escrever no blog, recurso que tenho utilizado com frequência nos últimos anos para fechar a conta. Desde que iniciei o blog já abandonei quase 300 livros e se continuar lendo pouco em breve a estante antiga estará vazia. Não que eu me importe com isso porque sempre haverá livros novos para ler e preencher os espaços, mas não terei um livro para abandonar semanalmente afetando a dinâmica estabelecida para o blog, fato que me deixará profundamente triste.

Ao pensar em tudo isso fiquei parado e respirei fundo várias vezes. Essa dose extra de oxigênio me fez renovar as energias para assumir um compromisso íntimo de ler mais porque isso não é um martírio, pelo contrário, a leitura me faz um bem enorme. Será sempre um prazer ir até a livraria, vagar pelas estantes, manusear os livros, olhar as novidades, sair de lá com um exemplar, abri-lo para sentir aquele cheirinho de papel impresso e por fim relaxar para embarcar em mais uma aventura. Assim como num casamento estou renovando meus votos, farei um esforço maior para conciliar meus interesses profissionais e pessoais com a escrita no blog e assim levar até você, caríssimo leitor, a minha humilde opinião.

Muito obrigado aos seguidores visíveis e aqueles que recomendam a leitura do blog aos amigos. Aos desconhecidos que fizeram uma busca qualquer pelo Google, acharam meu espaço e dedicaram um pouco do seu tempo para ler o que escrevo. Aos familiares que compram ‘Cartão Presente’ de livrarias para me dar nas datas festivas (bendita invenção que facilita a vida de vocês) e, esse ano em particular a três pessoas: Cybelle, Epa Neto e Roberto Camargo, amigos que me aturam em infinitas conversas sobre livros e temas ligados ao blog.


PS: O bolo da foto eu ganhei de presente de outra amiga, Juciara, ela diz que não consegue ler livros, em compensação faz bolos divinamente.

2 comentários:

  1. Eu que agradeço, querido! Não desista, siga em frente com essa ideia maravilhosa de fomentar a leitura. E não se cobre, também. Se não der para abandonar e resenhar um livro por semana, que seja um por mês! Ainda assim a sua iniciativa será válida e merecedora de parabéns! Vida longa ao blog!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Bob, nossas conversas são inspiradoras.

      Excluir