quinta-feira, 21 de abril de 2011

A QUEDA PARA O ALTO


Muitos leitores podem confundir esse livro como biográfico, não o vejo assim, eu penso nessa obra como um ato confesso, ou o relato de uma vida conturbada e curta, muito curta. Sandra Mara Herzer, que posteriormente viria a adotar o nome de Anderson Herzer, cujo apelido Bigode consta na lista dos internos da antiga FEBEM, é o(a) nosso(a) autor(a).
Para entender um pouco sobre a obra posso dizer que Sandra/Anderson foi um poeta, escritor, uma obra publicada que posteriormente serviu de argumento para o filme Vera do diretor Sergio Toledo com Ana Beatriz Nogueira no papel principal. Uma infância complicada; o pai morreu assassinado quando ela tinha três anos, a mãe, prostituta, morreu antes de Sandra completar oito anos. Criada por tios nunca foi compreendida em seu mais íntimo conflito, o de “identidade de gênero”, sensível a ponto de escrever belos poemas e rebelde a ponto de assumir-se homossexual e depois transexual, adotando o nome de Anderson, envolvia-se em brigas na escola, bebia muito e atirou-se fundo nas drogas.
A essa altura já interna da FEBEM Sandra está cada dia mais masculina, é quando corta o cabelo, joga fora todas as roupas “de mulherzinha” e assume a identidade de Anderson. É descoberto e apoiado pelo então senador Eduardo Suplicy, sensibilizado com sua história e a qualidade de seus poemas, levou-o para trabalhar em seu gabinete dando-lhe a oportunidade de uma vida fora dos muros da instituição e apoio na publicação do livro A Queda Para o Alto.
O livro foi escrito com a simplicidade de um jovem cheio de energia, não há divagações ou a procura dos porquês do comportamento humano, sejam de natureza social ou sexual. As conclusões são nossas; dos leitores, pais, profissionais de educação e daqueles que tem o poder público de transformação.
Sandra/Anderson não quis esperar o lançamento de seu livro, deixou-o como um recado. Aos 20 anos se jogou do viaduto da Av. 23 de Maio em São Paulo, recebeu os primeiros socorros ainda com vida, mas não resistiu aos graves ferimentos.
Cidade do abandono: Salvador/BA
Local: Estacionamento Perini - Graça
Data: 24/06/2011

8 comentários:

  1. Leitura que todo educador deveria ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, e também "Tarde demais para chorar... Cedo demais para morrer..." no post publicado em novembro/2011.
      É uma boa leitura.
      Abraço.

      Excluir
    2. Odilon,tive o disparate sensato de publicar em minha página do facebook,seu texto sobre o livro A Queda Para o Alto.Achei lindo seu texto,como achei lindo o livro.Eu tenho e leio,releio etc.Abraços

      Excluir
    3. Fico extremamente feliz que você tenha gostado tanto a ponto de compartilha-lo na sua página no Face. Obrigado por visitar o blog.

      Excluir
  2. Estou lendo o livro e encantando, quase terminando no meu segundo dia de leitura. É um livro que prende o leitor. Por sorte encontrei a primeira edição num sebo e por sua capa acabei trazendo para minha casa por apenas R$1,00, fiquei triste por um livro tão bom quanto este estar jogado numa caixa esquecida num sebo qualquer...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernando,
      O livro estava te esperando. Não pense no preço que pagou por ele, ótimo por sinal, mas na contribuição que o relato trouxe para sua vida.
      Forte abraço e obrigado por ler o blog.

      Excluir
  3. Li a primeira edição deste livro, e emprestei para alguem que não me lembro, porém nunca me devolveu.Nunca pensei que este livro serviria como material pedago´gico, para nós professores trabalharmos os problemas da atual realidade.Bullyngs, sexualidade, violencia, drogas.......

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado(a),
      É um livro com excelente abordagem do tema. Você pode encontra-lo facilmente no site Estante Virtual por um preço bem acessível.
      http://www.estantevirtual.com.br
      Obrigado por visitar o blog.

      Excluir